Leaders in Football no Chelsea FC


DSC07666.JPG

“Além disso, a maioria destes softwares táticos são verdadeiras autópsias do jogo, ou seja, de nada adianta ter uma leitura ou enxergar uma determinada tendência após o paciente ter morrido. Tais ferramentas teriam a função de alertar comportamentos ou padrões que indiquem perigo ao paciente, ou seja, que a equipe está próxima de levar o gol.”

Hoje terminou o evento de dois dias, o Leaders in Football, direcionado aos “decision makers” do futebol internacional, realizado em Stamford Bridge, casa do Chelsea FC.

A presença de representantes de clubes ingleses e europeus foi ampla. Do Brasil, além da presença do prof. João Paulo Medina, convidado pela organização do evento, reconheci o presidente do Coritiba, Jair Cirino e do colunista da Universidade do Futebol e professor da Universidade de Liverpool, Oliver Seitz.

Palestrantes e representantes de várias entidades dividiram-se nos dois dias, trocando experiências e promovendo o business futebol. O espaço da feira foi ocupado por expositores de diversos países, que apresentaram desde projetos para a construção de estádios aos softwares de leituras tática do jogo.

Aliás, esta é uma frágil realidade que acompanho há algum tempo. A oferta de softwares técnicos no futebol – no Brasil e no mundo – em sua grande maioria, é restrita a opções de organizações táticas online, no auxílio da leitura mais detalhada do jogo. Isso mostra o quanto espaço ainda temos para explorar sobre as questões técnicas, envolvendo o conhecimento de diversas áreas que dão suporte ao campo.

Além disso, a maioria destes softwares táticos são verdadeiras autópsias do jogo, ou seja, de nada adianta ter uma leitura ou enxergar uma determinada tendência após o paciente ter morrido. Tais ferramentas teriam a função de alertar comportamentos ou padrões que indiquem perigo ao paciente, ou seja, que a equipe está próxima de levar o gol.

IMG_0249.JPG DSC07667.JPG

Os principais keynotes nesses dois dias de Leaders in Football, na minha opinião foram:

– MLS (Major Soccer League) – o case de construção da Liga Americana e a explosão do futebol no país, por Joe Roth, um dos fundadores da MLS.

– Desenvolvimento de Talentos – Frank Arnesen, Diretor e manda-chuva do Chelsea FC.

DSC07685.JPG DSC07680.JPG

– Mantendo o passado para o futuro. O case Bundesliga, por Martin Burkhalter, CEO da Virzrt, empresa especializada em capturar, organizar e distribuir conteúdo, em diversas plataformas.

O espaço do evento foi muito bem aproveitado, com o espaço ao ar livre integrado ao gramado do Chelsea, literalmente aproximando os negócios com o campo.

DSC07668.JPG DSC07669.JPG
No final, aproveitei para tirar uma foto com o squad dos Blues e até que saí bem na foto ao lado Lampard e do John Terry… E, é claro, também visitei a mega loja do clube, deixando o Sr. Abramovich um pouco mais rico.
IMG_0256.JPG DSC07674.JPG
Anúncios

2 comentários

  1. Alessandro Gonçalves · outubro 4, 2009

    Olá Tega, este ano estarei por lá. Mando notícias.
    Continue com os ótimos textos.

    Grande abraço!

    • Tega · outubro 4, 2009

      Oi Alessandro! Na sua volta, combinamos um almoço pra gente se atualizar e colocar o papo em dia. Boa viagem e aproveite bastante!
      Do amigo,
      Tega

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s