O Cambista Oficial da Copa do Mundo


Quantos brasileiros conseguirão comprar ingressos para a Copa de 2014 de maneira limpa e sem ágio?

Em 2006 na Alemanha, Brasil e Gana faziam em Dortmund o primeiro jogo da segunda fase. A equipe de Ronaldo venceria por 3 a 0 e iria enfrentar a França de Zidane e Henry…

Neste mesmo dia, gravei um vídeo que somente agora consegui editar e que revela a existência de um esquema para a venda de ingressos da Copa do Mundo.

Perdoem-me, mas a edição não é das melhores. Nem a gravação…

Notem o barrigudo de óculos e camisa amarela da seleção sem escudo. Vou chamá-lo a partir de agora de ‘cambista-oficial’.

Numa BMW X5 preta, acompanhado por uma mulher que nunca deixava o carro, ele surgia nos arredores dos estádios onde o Brasil faria seus jogos e organizava a venda de ingressos oficiais da FIFA, conforme poderão conferir no vídeo.

As vendas eram diretas ou intermediadas por alguns “laranjas” (senhor de agasalho azul-marinho no vídeo) e que eram cooptados pelo próprio ‘cambista-oficial’ na porta dos estádios.

Foram gravados vários atos de venda, e o mais nítido está identificado a partir do trecho 01′ 20″ do vídeo, onde se vê claramente a troca de ingressos por dinheiro.

Consegui gravar alguns dos ingressos vendidos pelo cambista-oficial’ e registrar a quem supostamente deveriam estar endereçados.

Abaixo, segue a relação de nomes que aparecem nestes ingressos:

Rony Anderson Rezende, Flávio Talarico, Osmarina Theis, Elton Tedesco, Lincoln Berretta, Sueli Raymundo, José Lima e Eduardo Barella.

Um dos ingressos vendidos pelo 'cambista-oficial'.

E todos eles pertenceriam a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Ou pelo menos é o que está gravado em cada ingresso.

Caso sejam nomes reais, poderiam ajudar a esclarecer o porquê de seus ingressos estarem sendo comercializados por um ‘cambista-oficial’ na Copa do Mundo.

Naquele mesmo dia, a partir do depoimento de um dos laranjas, soubemos que o esquema de distribuição dos ingressos para os “cambistas-oficiais” era realizado num hotel de luxo em Frankfurt, com direito a um andar privativo, diga-se de passagem. Em média, cada ‘cambista-oficial’ recebia de 300 a 500 ingressos por jogo. Aliás, este mesmo laranja já estava ‘escalado’ para ‘trabalhar’ no jogo entre Brasil e França.

Ou seja, um sistema semi-profissional de comercialização de ingressos. Vendido por brasileiros e comprado por brasileiros.

Pergunta: quantos de nós irão conseguir comprar ingressos para a Copa de 2014 de maneira limpa e sem “ágio” ?

Anúncios

36 comentários

  1. Pingback: O Cambista Oficial da Copa do Mundo
  2. Pingback: O Cambista Oficial da Copa do Mundo « How to Help Your Sister
  3. Claudio Sacramento · setembro 3, 2009

    Se esses nomes nos ingressos forem mesmo de pessoas ligadas a CBF, eu digo que até em máfia de vendas de ingressos essa gente está envolvida? É triste. O futebol está entregue… “É o fim da picada!” Coisas impensáveis acontecem. Não duvido de mais nada nesse meio. Nunca fui a favor de o Brasil sediar uma Copa. Mas eu era a favor que o país sediasse a Olimpíada de 2016. Agora já não sei mais. Tenho que rever os meus conceitos porque se existe corrupção de pessoas ligadas à cúpula do futebol brasileiro até em vendas de ingressos, imagina em que este tipo de gente estará envolvida na Copa de 2014 e nos Jogos Olímpicos de 2016, caso seja aqui no Brasil?

  4. Tissot · setembro 2, 2009

    bom, pra 2014, deixa eu pensar.
    45% vão para os Globais… Rede Globo, plim plim.
    45% vão para a Politicalha Nacional…
    5% pra cbf fazer festa
    3% pro amigo do amigo do teixeira!
    1% vai sumir
    1% pra vender…
    quem vai conseguir comprar?!
    bom, negativamente falando, não vou ser eu!;. All the best!!

  5. gil · agosto 30, 2009

    bem cambista pode ganhar ou perder depende do valor do jogo. eu fui no jogo do brasilxportugal em brasilia todos cambista pedindo o dobro do valor do ingresso quandos eles notaram que ia voltar com muitos ingressos para casa venderam pela metade, eu mesmo comprei por R$ 80,00 ingresso que o preço oficial era R$200,00

  6. kafeja · agosto 28, 2009

    bom, pra 2014, deixa eu pensar.
    45% vão para os Globais… Rede Globo, plim plim.
    45% vão para a Politicalha Nacional…
    5% pra cbf fazer festa
    3% pro amigo do amigo do teixeira!
    1% vai sumir
    1% pra vender…
    quem vai conseguir comprar?!
    bom, negativamente falando, não vou ser eu!

  7. Não falo meu nome nem a pau... · agosto 27, 2009

    Eu busquei os meus ingressos pro jogo contra a França nessa suíte desse hotel em Frankfurt, poucas horas antes do jogo. Quando ligamos pro tal contato do lobby, ele pediu para que subissemos. Fomos até a suíte indicada e quando entramos, para minha surpresa (e dos meus dois amigos), parecia uma festa. A suíte era top, gigante, a vista era sensacional, e a galera tomando champagne. Não parava de tocar o telefone atrás de ingresso. Segundo o cara que nos atendeu, estávamos na lista das pessoas que compraram direto com o Don Corleone. Pegamos os ingressos (dois, por sinal, eram em setores melhores do que tinhamos comprado) e fomos pro jogo…… Na verdade compramos o ingresso de uma agência do RJ, que nos pediu para retirar nesse hotel…. só depois entendemos o que tinha ocorrido.

  8. Társis Salvatore · agosto 27, 2009

    O pior, o mais revoltante e sobretudo o mais triste dessa denúncia?

    NÃO VAI DAR EM NADA.
    Ou melhor, SE a denuncia chegar e SE apurarrem, alguns vão comer uma bela pizza.

    É por isso que futebol hoje, tem que ser na TV (ou nem isso)

    Em tempo: pergunte se isso acontece com o Voley por exemplo…

    Abs!

  9. Amílcar · agosto 27, 2009

    Agora….imagina qual vai ser o “esquema” quando a Copa for no Brasil???

  10. Phineas · agosto 27, 2009

    “…Pergunta: quantos de nós irão conseguir comprar ingressos para a Copa de 2014 de maneira limpa e sem “ágio” ?”

    Resposta: a gente não sabemos! :)

  11. Daniel Victor · agosto 27, 2009

    Meu caro, só não entendi uma coisa: como é que no mesmo dia da venda dos ingressos para Gana x Brasil (2º jogo da fase de grupos), vc descobriu a história do hotel e que o mesmo cambista estaria escalado para Brasil x França, se esse último jogo só ocorreu nas quartas de final, sendo confirmado mais de uma semana depois.

    • Tega · agosto 27, 2009

      Daniel, obrigado pelo contato. Como disse no texto, aprofundei as conversas com o ‘Laranja’
      (aquele senhor de agasalho azul-marinho) ainda antes do jogo, que revelou mais detalhes do
      esquema. A movimentação para o jogo do Brasil exigia que chegássemos no estádio 3 ou 4 horas
      antes da partida. Ele contou que já havia ‘trabalhado’ para o “Cambista-oficial” na primeira fase
      e que continuaria a “trabalhar” nos próximos jogos do Brasil. E o próximo jogo do Brasil acabaria por ser o fatídico…contra a França.
      Um abraço.

  12. Renato · agosto 27, 2009

    Deu vontade de vomitar. Ô gentinha corrupta que há nesse país. Minha mãe sempre me dizia que quem não é corrupto no Brasil é por falta de oportunidade… É por isso que eu quero deixar essa desgraça para trás, pra bem longe da minha vida. Droga de país!

  13. Rodrigo Nicoletti · agosto 27, 2009

    Juca, acho que teremos sempre esse problema de cambista e vc deu a prova que não iremos acabar com esse tipo de atividade, pois quem manda no futebol brasileiro são os chefes do negócio. Porém, em 1994 na copa do mundo dos EUA, onde fui a dois jogos: Brasil x Rússia e Brasil e Camarões, também presenciei a atividade dos cambistas nos arredores dos estadios..

    abraço

  14. Pingback: O “Cambista-Oficialesco” | Futebol é coisa séria
  15. Pingback: Não deixe de ver - Autor(Juca Kfouri) | Futeblog
  16. Pingback: O Cambista Oficial da Copa do Mundo « Blog do Paulinho
  17. leonardo barroca · agosto 27, 2009

    Procurando os nomes dessas pessoas entre aspas, nota-se que existem os nomes, mas em alguns casos com muitos homonimos.
    O que mais me impressionou foi esse:
    http://www.linkedin.com/pub/eduardo-barella/12/21a/961
    Editor do Estado de São Paulo

  18. Thiago Lp · agosto 27, 2009

    É a seguinte afirmação: oficializaram a intermediação…. é o famoso “criar dificuldade e vender facilidade”… E o pior, esquema desenvolvido por quem não devia, pois a atribuição é só cuidar da seleção e dos campeonatos nacionais. E ainda com ágio absurdo… Pra onde ia o $$? CBF ?! Não duvido;…..Pobre de quem acredita no Brasil e suas instituições…..

  19. clovis junior · agosto 27, 2009

    Tega.
    Quem deveria estar a frente deste assunto é a policia federal, pois o abuso nos estádios é gritante. De onde saem estes ingressos? Por que mãos passam até chegar ao cambista? As respostas não são difices,basta ter interesse. A propósito, não é somente nos estádios de futebol, no Anhembi ( carnaval) tinha cambista ao lado do guichê e bem perto da policia militar, eu vi!!!

  20. Gustavo · agosto 27, 2009

    Quem deixar para comprar na hora certamente pagará ágio, seja brasileiro ou não… Por acaso, assistí a esse jogo em Dortmund. Comprei o ingresso direto no site da fifa, e paguei cerca de 50 euros por cada um dos 2 dois ingressos. E nem foi com tanta antecedência assim, comprei em março, uns 4 meses antes da copa.

    Em qualquer lugar, em qualquer negócio, se há compradores, haverá vendedores…

    • Tega · agosto 27, 2009

      Oi Gustavo. Eu também fui sorteado pela Fifa e comprei o ingresso da mesma maneira.
      Um abraço e obrigado pelo comentário.

  21. Carlos Augusto · agosto 27, 2009

    A CBF é um orgão mais figurativo que realmente uma “Confederação” , não representa em nada o povo. Não temos parâmetros administrativos há muito tempo, pois ditador Ricardo Teixeira reina supremo ( não há SEQUER concorrência nas disputas presidencias da entidade ). A existência de cambistas é tratado como uma normalidade no futebol brasileiro, sendo que não se apuram NADA sobre essa má distribuição de ingressos. As conclusões disto tudo são : fiscalização precária, segurança pública é ineficaz ( além do que “peixes- grandes” estarão certamente envolvidos nesta distribuição irregular ) e perpetuação vitalícia de um MAL comum, tanto lá em Brasília , quanto naquela sede no RJ, por manobras POLÍTICAS.

  22. Thiago S. Rosa · agosto 27, 2009

    É, algo me diz que estas coisas acontecem mais facilmente do que deveriam.

  23. Rubens Ruthes · agosto 27, 2009

    Isso é um absurdo. Como se não bastasse o preço dos ingressos que não estavam nem um pouco baratos. Não quero nem ver como será isso aqui no Brasil. Quando falo que o problema do Brasil é o brasileiro as pessoas me criticam. Mas isso prova cada vez mais o que penso a respeito de uma minoria do nosso povo que causa estragos para todos.

  24. Frederico · agosto 27, 2009

    Pode ser diferente, se cada um fizesse a sua parte.
    Tentasse comprar pelo site oficial e, em caso negativo, não aceitasse pagar mais do que o valor do ingresso na porta do estádio. Bem, até 20% de comissão pode-se pagar. Eu não pagaria mais que isso, mesmo que fosse uma final e mesmo que eu tivesse acabado de ganhar na mega-sena. Já pensou cambista voltando pra casa com 200 ingressos no bolso? Ai sim, heim….

  25. Armando Cunha Netto · agosto 27, 2009

    É também notório e sabido que os próprios dirigentes, conselheiros e afins dos clubes passam ingressos para os cambistas em jogos importantes dos campeonatos…
    Uma vergonha !

  26. Paulo Henrique Martins · agosto 27, 2009

    Infelizmente por aqui teremos essas imagens multiplicadas por mil.
    Vai ser a glória dos cambistas. Tenho certeza que nos primeiros dias de venda, não conseguiremos mais nenhum ingresso. Todos nas mãos “oficiais”. É esperar para ver…
    Abs,
    Paulo Henrique

  27. Schrappe · agosto 27, 2009

    Chá de cadeira ou chave de cadeia?

  28. Bruno Borat · agosto 27, 2009

    Os cambistas são uma praga ! Eu estava na fila em uma casa noturna para comprar ingresso para um show e fui perguntado por um cambista se eu precisava de ingresso. Ao ouvir minha negativa, começou a puxar papo, me mostrando as suas fotos nas copas da Alemanha, França, Itália, etc, onde trabalhou como cambista…
    Imagine aqui no Brasil…

  29. Alexandre Ceolin · agosto 26, 2009

    Amigo Teguinha, seu vídeo me fez lembrar o Estádio Alianz Arena de Munique no dia de nosso jogo Arábia Saudita x Croácia na Copa de 2006. Ao ver a organização e sabendo que, quando saíssemos de nossa sede para Hamburgo chegariam os brasileiros para o jogo Brasil x Canadá, fiquei pensando: Hoje está tudo organizado, amanhã terá barraquinha, churrasquinho e cambistas… não estava tão errado assim. Grande abraço.

    • Tega · agosto 27, 2009

      oi Mestre! Sem dúvida! Em épocas de Copa do Mundo que mais aparecem os “brazilinos” – aqueles que envergonham a imagem do nosso país…
      Um forte abraço e saudades!

  30. Fábio Leme · agosto 26, 2009

    Primo!! Você vai ver como será aqui na nossa mambembe Copa do Mundo.

    • Tega · agosto 27, 2009

      Primo! É uma pena se isso realmente acontecer. A Copa do Mundo seria uma excelente oportunidade para o desenvolvimento do país, não acha?
      Mas infelizmente parece que ainda vivemos a era do ‘Pão e Circo’ para o povo.
      Um abraço e saudades!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s