14 meses em 1 post


“O futebol é a coisa mais importante das coisas menos importantes.”

(Jornalista sábio e desconhecido)

O Twitter é viciante.

E como todo vício, consome hábitos, alguns deles saudáveis.

Considero escrever no blog um desses bons hábitos, mas que por algumas razões deixei de fazê-lo há mais de um ano.

Benjamin Franklin disse uma vez que “A cada ano, um hábito vicioso é extirpado, no tempo devido, para fazer o pior homem se tornar bom.”

Mas o twitter (@tega) é quem vem extirpando o hábito de elaborar a ideia, o pensamento, o insight e trabalhá-lo em bem mais que 140 caracteres.

Do último post pra cá, muitas coisas aconteceram:

  • Marin, ex-presidente da CBF foi preso pelo FBI.
  • Del Nero foi indiciado e, só não foi preso, porque não sai de casa nem pra ir à padaria.
  • Blatter, Valcke e companhia caíram e nunca mais irão se levantar.
  • A FIFA e as demais entidades foram obrigadas a repensar seus papéis pelo bem do jogo.
  • O Bom Senso F.C. conseguiu driblar a bancada da bola da CBF e ajudou a criar uma lei que não resolver os problemas do futebol brasileiro, mas trás esperança e oxigênio ao ambiente de regulamentação na governança nos clubes.
  • O esporte do país continua a deriva, negociado como moeda de troca do jogo político de conchavos e propinas que ninguém mais suporta.
  • Nossa qualidade do jogo vem piorando nos campeonatos nacionais e os melhores campeonatos do mundo continuam a acontecer na Europa;
  • As Federações (de vários esportes) no Brasil continuam nos brindando com casos de corrupção e mau uso do dinheiro com o desenvolvimento de suas modalidades;
  • Os Jogos Olímpicos no Rio foram mágicos, mesmo com muita mutreta.
  • A CBF foi obrigada a ceder espaço para profissionais com conhecimento técnico. A Seleção principal e as categorias de base contam com profissionais que são referências em suas posições.
  • Micale é o treinador da Seleção Olímpica e conquistou o primeiro ouro em nossa história com a mesma coragem que representa suas ideias sobre o jogo.

Entre tantas outras coisas mais ou menos importantes sobre o futebol e sobre a vida.

Volto aos gramados como quem volta de lesão, só que entrando em dividida.

Abraços!

Tega

 

 

Anúncios