O Abraço mais emocionante da história do futebol

Quem não se emocionar não é deste planeta.

Anúncios

A Incrível História do Panyee F.C.

Este filme é baseado numa história real e deu origem a uma campanha publicitária do Thai Military Bank “Make the diference”, com o propósito de inspirar as pessoas a pensarem de maneira diferente.

Koh Panyee é uma vila flutuante ao sul da Tailândia, constituída de palafitas e tábuas pregadas umas às outras e fica literalmente no meio do oceano.

As crianças desta vila são apaixonadas por futebol e amam assistir aos jogos pela TV, mas não possuem terra firme para treinar ou jogar, quanto mais para ter um campo de futebol.

Mas essa limitação não foi suficiente para detê-los.

Inspirados pela Copa do Mundo de 1986, decidiram que precisavam construir o seu próprio espaço, seu próprio campo de futebol.

Conseguiram juntar madeira que ficava ao redor da vila e, todos os dias, ao final da escola, trabalharam juntos para montar uma quadra flutuante.

Mesmo sendo um espaço improvisado e escorregadio, com pregos que machucavam os pés, os garotos passaram a jogar bola sempre que podiam.

Decidiram então entrar na disputa de um campeonato e, mesmo com a estrutura surreal, os garotos do Panyee Futebol Clube surpreenderam a todos e chegaram às semifinais, ganhando destaque na mídia no país.

Acabaram ganhando uma nova quadra de presente, dessa vez sem pregos e com proteções para a bola não cair na água.

Atualmente, o Panyee FC é considerado um melhores times do sul da Tailândia e conquistou vários títulos nas categorias de base.

Coisas do Futebol…

Guerreiros, Álcool e Adolescentes

shrink-18.jpg

Qual símbolo queremos associado ao nosso futebol?

Debate do GEF

por ILANA PINSKY

O uso comercial de nossa seleção por uma marca de cerveja é forma sofisticada de estimular a dependência do álcool desde a juventude.

As indústrias de tabaco e de bebidas alcoólicas guardam semelhança em vários aspectos. Primeiramente, ambos os produtos infligem altíssimas consequências negativas sobre a saúde da população.

O consumo de tabaco ainda é a principal causa de morte potencialmente evitável em seres humanos.

Por outro lado, os custos atribuídos ao consumo de bebidas alcoólicas (segundo dados da Organização Mundial de Saúde) no total da saúde pública na América do Sul atingem a espantosa marca de 8% a 15% , enquanto que a taxa mundial é de apenas 4%.

Particularmente entre os mais jovens, há uma associação frequente do consumo nocivo de álcool com violência, acidentes automobilísticos, sexo desprotegido, faltas na escola e trabalho etc.

Outra semelhança é a longa história de associação dessas indústrias com esportes, que se tornou especialmente proeminente e integrada nas últimas décadas.

A publicidade de bebidas alcoólicas usando elementos do mundo esportivo mantém-se firme.

Lawrence Wenner, em estudo bastante conhecido, pergunta: “Como é que o consumo de álcool associado ao esporte não é percebido como uma ironia cultural? Como aconteceu que o fã de esportes passou a se sentir a vontade opinando sobre a performance dos atletas com uma cerveja na mão?”.

A resposta é que essa associação foi criada e alimentada por questões puramente mercadológicas, com a contribuição de inúmeras estratégias de marketing.

A distribuição do consumo de álcool no Brasil é altamente concentrada nos homens (78%) e na faixa etária dos 18 aos 29 anos de idade (40% versus as demais idades).

Dessa forma, é de interesse da indústria de bebidas apostar suas principais fichas na publicidade para homens jovens. E onde, melhor que nas transmissões esportivas, pode-se encontrar esse grupo de forma altamente concentrada?

Read More

Zico e o Kichute

Homenagem ao Galinho pela coragem de enfrentar mais um desafio, entre tantos outros superados em sua vitoriosa carreira.

Só quem teve um Kichute amarrado na canela é que sabe o valor deste agradecimento…

Pontos de Vista

via Blog do Juca

É sabido que os brasileiros amam odiar os argentinos e os argentinos odeiam amar os brasileiros.

Mais que isso, no entanto, os argentinos têm de si mesmos uma visão que não bate com a que o mundo têm deles.

Pelo menos é o que mostra este brilhante filmete de uma canal esportivo de lá.

Lesoto é Argentina!

via Brainstorm

Lesoto é um pequeno país que fica ‘dentro’ da África do Sul. Um país dentro de outro país.

A Coca-Cola resolveu aproveitar para contar uma boa história de como os torcedores da Argentina estão convencendo a população local a torcer pelo seu time na Copa do Mundo 2010.

Journey of Football

Fenômeno que reflete a própria vida, visto de maneira espontânea, como manifestação cultural, artística e social.

Como nasce e como prolifera, em qualquer espaço, com um sorriso no rosto e uma bola nos pés.

Já pensou se lembrassem que a educação faz parte deste contexto?

Guerra e Futebol


A semana passada foi bem incomum por aqui.

Primeiro, que não pude dedicar-me o quanto gostaria, em função de um extenso projeto de pesquisa para seleção de mestrado.

E segundo, porque o último post O Cambista-Oficial da Copa do Mundo rendeu além de milhares de acessos, um relativo trabalho em retornar as dezenas de emails e comentários de indignação com a denúncia.

E para começarmos bem a semana, publico um maravilhoso anúncio espanhol do Atlético de Madrid, que retrata a Guerra Civil de 1937 e o poder do futebol em mudar as coisas.

Apreciem!




Life’s for Sharing

Life’s for Sharing

O comercial da T-Mobile na Inglaterra tornou-se um dos melhores e mais bem produzidos virais da internet há alguns meses.

Vale começar a semana ouvindo a bela seleção musical desta produção, que reuniu mais de 350 dançarinos.